segunda-feira, 28 de abril de 2008

z=-gt²/2


Hoje quero mostrar pra vocês uma foto tirada clandestinamente. Há dias que voltei de Londres, mas ficaram várias coisas pra dizer depois, em dozes homeopáticas, que guardei pra poupar-vos de textos muito matemáticos de épocas em que essa é quase a única coisa a ocupar minha mente.

Pois bem, chegou o dia de apresentar a tumba de Newton, que pode ser vista em Westminster Abbey (onde tem a tumba de muitos outros caras fodas, como Shakespeare, Darwin e Lord Byron, pra não mencionar todos os (ex-) reis e rainhas da Inglaterra. ambém é lá que acontecem as coroações e alguns casamentos mais fodas. A fachada da abadia está na foto à direita.

Apesar do Shakespeare, acho que a tumba do Newton é minha preferida. Diferentemente da primeira, todo mundo passa ao lado dessa sem se dar conta, provavelmente por causa de um cordão de isolamento que tinha ali pra orientar a visita. Isso facilitou a tarefa de fazer a foto clandestina, e também me inspirou pra fazer esse desenho, que explica a situação:

Um comentário:

Ricardo Fukushima disse...

Charles Dickens tb foi enterrado nessa mesma abadia