domingo, 27 de setembro de 2009

Onze de setembro


Vocês sabiam que o nine-eleven foi planejado e executado pelo próprio governo americano, sem qualquer intervenção de Al Quaeda ou similares, unicamente para colocar medo na população, justificar as guerras subsequentes no oriente médio e, no final das contas, enriquecer as pessoas que controlam o mundo?

www.zeitgeistmovie.com.

sexta-feira, 25 de setembro de 2009

Energia e meio ambiente


Esse é o nome de outra matéria que eu tenho, ontem foi a segunda aula.

A primeira aula me pareceu promissora: foi falado sobre o problema do petróleo e de outras fontes de energia fóssil e sobre o aquecimento global. A questão da escassez de urânio não foi tratada, o que eu notei, mas deixei passar, afinal era só a primeira aula e eu fiquei contente quando ele disse que não ia ter prova calculatória no final do semestre, o que é um grande passo adiante.

Hoje o passo adiante foi mais longe, com uma aula em que fizemos cálculos simples baseados em conceitos físicos simples para entender ordens de grandeza em energia e potência. O objetivo é ter uma intuição do que significam números como 1kWh, 1 joule ou 800kcal (energia alimentar de um hamburguer), a que corresponde uma barragem hidroelétrica ou uma central nuclear, etc. Perceba que esse é o tipo de conhecimento vital para um engenheiro e mesmo para um pesquisador, mesmo que seja um pesquisador de física fundamental, mas como na formação passada o foco sempre foi a matemática, dando pouca importância às aplicações numéricas, esse curso foge um pouco da parte algébrica para trabalhar a intuição.

Por outro lado a apresentação se mostrou estranhamente favorável à energia nuclear, não tocando em nenhum dos pontos delicados da tecnologia que fornece 79% da eletricidade consumida na França, e fazendo comparações esdrúxulas do tipo "1kWh equivale a 10 toneladas de água caindo de 40 metros ou, apenas, 10 mg de urânio". Não tem nada de errado em dar a informação, mas a forma como foi dito, e ainda completamente fora de contexto, somado a outros episódios, pareceu uma tentativa de lavagem cerebral a favor da política energética francesa.

terça-feira, 22 de setembro de 2009

Física da conversão e estocagem de energia

É o nome de uma das matérias desse semestre, a primeira aula foi hoje.

Quando escolhi essa matéria me lembrei das aulas na Poli sobre conversão eletromecânica, e eu estava esperando quem sabe mais detalhes sobre campos magnéticos e condutores elétricos interagindo em uma máquina com muito ferro e cobre e, tipicamente, que gira.

Ou seja, motores e geradores.

Não que eu não tenha visto o bastante sobre o assunto no Brasil, mas eu estimei que um tema como esse seria tratado de maneira completamente diferente na X, que é muito mais princípios de base do que engenharia em si. De certa forma eu estava certo, o assunto é tratado de maneira diferente aqui: ele não é tratado.

Então do que trata o curso, se a conversão não envolve bobinas de cobre, campos magnéticos e coisas girando? A resposta é que a questão da conversão é tratada de modo muito mais fundamental, como era de se esperar. Não é um curso de conversão eletromecânica. O objetivo é explorar meios de transformar potenciais químicos ou de temperatura ou de pressão em energia mecânica ou elétrica. De preferência elétrica. Mas enfim, o problema da conversão eletromecânica (turbinas, motores, geradores) em si é dado como resolvido e não se fala mais nisso. Aliás, a conversão de um gradiente de temperatura em energia com uma máquina térmica (ciclo de Carnot e aquela coisa toda) também é considerada uma tecnologia madura e não está no centro das atenções. As tecnologias a explorar são meios de transformar diretamente um gradiente de temperatura ou de pressão em eletricidade. No moving parts.

Eu já tinha me perguntado se isso não seria possível, mas como eu só perguntei a mim mesmo eu não conhecia a resposta. Outras pessoas já se perguntaram isso antes, como era de se esperar, e desenvolveram modelos, fizeram experiências e tiraram conclusões, não necessariamente nessa mesma ordem. E a resposta é que é possível.

Então, empolgado com a aula eu comecei a ler a apostila, que em um determinado momento dá as fórmulas de entropia para um gás perfeito e para radiação eletromagnética a volume, energia e número de partículas constante (V,U,N) e diz:

Exercício: N mols de gás perfeito estão em equilíbrio termodinâmico com radiação eletromagnética em um volume V, à partir de qual valor de N o conteúdo energético do volume V é dominado pela matéria, U_matéria=U_radiação? Ocorre o mesmo para a entropia? De que natureza são os conteúdos energéticos e entrópicos do universo, atualmente, no passado e no futuro?

Com isso vos deixo, tenham uma boa noite.

domingo, 20 de setembro de 2009

Scrabble


Ela foi embora hoje e as aulas que começaram de mansinho na quarta-feira voltam com força total amanhã. É o começo da troisième année.

Uma das atividades preferidas do verão foi jogar Scrabble... ela ganhou quase sempre, apesar do meu "vasto" conhecimento do vocabulário holandês... Tentamos jogar em português também, uma experiência frustrante quando o saco tem mais letras N do que tem A's...

Mas para compensar ganhei quase todas as canastras. =D

Em um assunto não relacionado, comprei ontem minha própria edição do guia do mochileiro das galáxias, a triologia de quatro livros completa compilada em um único volume paperback de menos de 300 gramas por 17,90 euros. Recomendo a todos.

domingo, 13 de setembro de 2009

Cubo Mágico

Bom dia. (de quem acorda após um longo período de sono... hehe!)

O disco rígido do meu computador (novo) deu pau, e tive que entrar em contato com a Dell, o que me deixou duas semanas sem computador. Não que seja uma boa desculpa para não escrever no blog (talvez eu não tivesse escrito muito de qualquer forma), mas é uma desculpa.

Anyway, o representante da Dell que respondeu o meu email tinha um nome indiano. Parece que é comum as empresas grandes fazerem esse tipo de outsourcing, e na Índia tem muitos atendentes de SAC (lembrei do filme Slumdog Millionaire). Me mandaram um disco rígido novo na garantia, que foi entregue pela UPS, que leva o quebrado de volta (a instalação ficou por minha conta, com instruções do site). Fisicamente não existe uma "loja da Dell" em Paris por exemplo.

É o tipo de coisa que faz pensar.

Mudando de assunto, o cubo mágico da foto foi presente da namo :) Terminei de resolver há uns três dias, me tomou quase um mês (desde a Itália ainda), mas apesar de ser um 4x4 ("Rubik's revenge") é possível usá-lo como 3x3, pois as arestas ficam juntas se você não se permitir movimentos que "cortem o cubo no meio".

Aliás, se você fizer apenas movimentos "que cortem o cubo no meio" torna-se um puzzle 2x2 (mais difícil do que parece!).

Enfim, resolvi o 3x3. O 4x4 é o próximo desafio. Foi a terceira vez que eu tentei resolver um desses, e a segunda vez que eu tentei usar alguma teoria para facilitar. Da última vez não tinha dado certo, mas dessa vez ajudou mesmo, por incrível que pareça! Na foto estão alguns rascunhos e matrizes que me ajudaram hehe! Cheguei até a pensar que as aulas do Colmez sobre representação de grupos teríam servido para alguma coisa. Lembrando melhor das ditas aulas, reconheço que não serviram para nada mesmo, mas o curso em si, como um todo, até serviu.

A foto é da webcam porque minha Canon parece que estragou :( Azar com eletrônicos ultimamente, mas espero que dê para arrumar, eu gosto daquela câmera.

Vou voltar a fazer o relatório de estágio agora, até em breve, eu acho!